Frota antiga expõe usuários a riscos nos ônibus de Belém

Redação Por: Redação

Segurança Novidades

Publicado em 27/10/2020 11:34h

Frota antiga expõe usuários a riscos nos ônibus de Belém

Foto reprodução: O Liberal 

Em menos de uma semana, três ônibus pegaram fogo em importantes vias públicas da região metropolitana de Belém, provocando congestionamentos e altas cortinas de fumaça. O primeiro, no dia 20, foi um veículo da linha Icoaraci-Marituba na rodovia Augusto Montenegro. Dois dias depois, um coletivo da linha Outeiro-São Brás pegou fogo na Almirante Barroso. O último, na Assis de Vasconcelos com Oswaldo Cruz, ocorreu na manhã desta segunda-feira (26).

Não houve vítimas em nenhum dos incêndios, mas a frequência deste tipo de incidente é um alerta para a importância da manutenção preventiva dos ônibus do transporte público. É o que diz o capitão Israel Souza, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. "Respeitar o calendário de revisões é fundamental, justamente para que as empresas saibam as possíveis falhas antecipadamente e solucionem da melhor forma", afirma ele.

Souza enxerga mais um agravante para os incêndios: a frota antiga do transporte público de Belém. "O tempo de uso somado à quantidade de horas que o veículo está rodando faz o ônibus precisar de reparos mais frequentes. A corporação sempre recomenda que os reparos e revisões sejam feitos com profissionais mecânicos", aconselha. Ao receber o chamado por meio do Centro Integrado de Operações, o Corpo de Bombeiros encaminha uma equipe para combater as chamas.

Com informações: O Liberal. 

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Nova Timboteua - Blog de Notícias