Banpará compra os nomes dos estádios do Paysandu e Remo por dois anos

Redação Por: Redação

Esporte Novidades

Publicado em 23/10/2020 11:48h

Banpará compra os nomes dos estádios do Paysandu e Remo por dois anos

O Governo do Estado, por meio do Banpará, comprou o direito de dar nome (Naming Rights) aos estádios do Paysandu e Remo que passam a ser chamados de Estádio Banpará Curuzu e Estádio Banpará Baenão, respectivamente. A parceria com os clubes foi efetivada no final da tarde desta quinta-feira (22), com a presença do governador Helder Barbalho, durante a assinatura do acordo comercial. O ato foi realizado no gabinete do governador, no Palácio dos Despachos, em Belém.

O valor disponibilizado para cada clube será de R$ 1,5 milhão que serão pagos em duas parcelas iguais. A primeira será paga ainda neste mês de outubro e a segunda em janeiro de 2021. Além do nome nos estádios, a parceria também prevê aplicação da marca do banco nos produtos dos clubes e inserção de marcas das equipes em produtos do Banpará, como por exemplo, em cartões bancários.

A venda dos direitos dos nomes dos estádios e arenas ainda não é tão popular quanto nos Estados Unidos e Europa. Ainda são poucos os casos de clubes que negociam os nomes de seus estádios. Atualmente, apenas seis estádios brasileiros realizaram este tipo de acordo, são eles: Neo Química Arena (SP), Allianz Parque (SP), Itaipava Arena Fonte Nova (BA) e Itaipava Arena Pernambuco (PE), Kyocera Arena (PR) e a MRV Arena (MG)  que está em construção.

O presidente do Banpará, Braselino Silva, destaca que ação mercadológica, realizada junto ao Remo e Paysandu, tem importância comercial estratégica na aproximação da instituição financeira com os atuais e potenciais clientes. “O Banpará atrela a sua marca aos ícones do futebol paraense que são Remo e Paysandu. Também é importante o Banpará participar e auxiliar esses clubes”, explicou.

O novo patrocínio chega em um bom momento para a dupla RE-PA, que tem passado por desafios socioeconômicos por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).  O presidente do Papão, Ricardo Gluck Paul, ressalta que a importância do Estado é apoiar e auxiliar no fortalecimento do futebol paraense.

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Nova Timboteua - Blog de Notícias